Pedro Piquet faz corridas de recuperação, mas fica fora dos pontos em Ímola

Depois de largar entre os dez primeiros em ambas as provas do dia, problemas no início deixam bicampeão da Fórmula 3 Brasil à beira de voltar a pontuar

Previous Image
Next Image

Pedro Piquet encerrou sua participação na rodada tripla de Ímola da FIA F3 Euro com duas corridas de enredo bem parecido e que não traduziram o potencial de resultado do piloto da Van Amersfoort Racing.

Depois de conseguir o 11º no segundo treino classificatório para os grids de ambas as corridas deste domingo, punições promoveram Piquet a nono e oitavo nas duas largadas. Mas a esperança de marcar pontos ficou pelo caminho.

Na primeira prova do dia, o bicampeão da F3 Brasil ficou encaixotado no tráfego após a largada e caiu para 11º. Depois de uma escapada na curva Villeneuve na segunda volta, o brasiliense de 18 anos ficou no fim do pelotão e, apesar de uma ótima recuperação e boas ultrapassagens, terminou a duas posições da zona de pontuação, em 12º.

A terceira prova da rodada tripla foi parecida para Pedro, que perdeu nove posições numa confusa primeira volta. O piloto Petrobras então retornou com velocidade e conseguiu evoluir ao longo da prova, mas não o suficiente para passar da 14ª colocação.

“O carro estava bom, mas na primeira prova ainda existia pontos úmidos no asfalto por causa da chuva da manhã e estava muito difícil para primeiras voltas, houve diversos acidentes. Ainda fiquei perto dos pontos, mas a terceira prova teve uma largada muito complicada e não foi possível terminar entre os 10, o que era nosso objetivo. Pelo menos nas classificações conseguimos melhorar aqui e vamos trabalhar para encerrar o ano melhor na próxima etapa”, disse Pedro.

O piloto, que marcou pontos em cinco das nove rodadas triplas da temporada, encerra seu primeiro ano na FIA F3 Europe daqui a duas semanas no tradicional autódromo alemão de Hockenheim, onde seu pai Nelson venceu três vezes na Fórmula 1 (1981, 1986 e 1987) e seu irmão Nelsinho obteve seu melhor resultado na categoria justo no ano de estreia (segundo, em 2008).