Pedro Piquet disputa centésima corrida da carreira neste sábado

Brasiliense é atrapalhado por chuva e três bandeiras vermelhas e larga em 21º na primeira bateria do GP de Macau

Previous Image
Next Image

Bicampeão da Fórmula 3 Brasil, Pedro Piquet encerra neste fim de semana a primeira temporada internacional com uma marca importante: no tradicionalíssimo GP de Macau de Fórmula 3, o brasiliense completa sua 100ª corrida no automobilismo. Pedro gostou muito da experiência no traçado de rua de 6,120 km.

“É muito legal a pista! Sem dúvida é uma experiência marcante e uma sensação diferente pelos trechos de alta velocidade e outros bem apertados e lentos. Está sendo muito bacana!”, disse Piquet.

No entanto, um treino classificatório bastante tumultuado rendeu ao piloto que corre com as cores da Petrobras apenas a 21ª colocação no grid de largada da primeira bateria, que será disputada às 3h50 (de Brasília) –na madrugada de domingo, às 5h30, os 33 pilotos correrão a segunda prova, cujo resultado é somado ao da primeira bateria para determinar o resultado final da 63a edição do GP de Macau.

A traiçoeira pista nas ruas de Macau se apresentou em melhores condições nas atividades desta sexta, e Pedro fez um tempo 0s7 abaixo do que havia conseguido no primeiro dia da classificação. No entanto, ele acabou caindo quatro posições em relação ao primeiro treino.

O brasiliense de 18 anos poderia ter conseguido um tempo ainda melhor não fossem a chuva no meio do treino e as três bandeiras vermelhas que interromperam a sessão justamente quando o piloto da Van Amersfoort Racing fazia suas melhores parciais de volta, o que acabou custando caro num grid tão equilibrado.  A previsão para a prova deste sábado é de chuva, e por isso Piquet espera aproveitar a condição diferente de pista e eventuais confusões à frente para ganhar posições:

“A classificação foi uma pena. Minha melhor volta foi 2min12s6 e numa das voltas que deu bandeira vermelha eu tinha feito 2min12s1 e outra volta estava um segundo abaixo, era para virar 2min11s e alguma coisa, deu bandeira vermelha de novo. A gente ficou um pouco mais para trás do que deveria, mais perto do décimo lugar. Talvez chova, então vamos tentar ganhar posições para a corrida de domingo”, explicou Pedro, lembrando que o grid da segunda bateria é definido pelo resultado da primeira.

O GP de Macau é a primeira corrida de Pedro Piquet no continente asiático e reúne pilotos de diversos campeonatos de Fórmula 3 no planeta e ainda nomes importantes como o português Antônio Félix da Costa e o sueco Felix Rosenqvist (bicampeão da prova), ambos adversários de Nelsinho Piquet na Fórmula E.

O site da Federação Internacional de Automobilismo transmite as duas corridas ao vivo no link http://www.fia.com/macau-grand-prix-live-stream.