Entre pré-temporada da Fórmula E e etapa do rallycross, Piquet Jr testa F-Indy com a Penske

Após conhecer o carro #1 do Nextev TCR em Donington, brasiliense acelera monoposto da Indy pela primeira vez na vida em Sonoma e parte para etapa de Washington do GRC com seu Ford Fiesta ST 4×4

Previous Image
Next Image

Nelsinho Piquet protagoniza um verdadeiro “triatlo nas pistas” nesta semana: Formula E, Indycar e rallycross.

Depois de experimentar o novo carro do Nextev TCR no início da pré-temporada oficial da Fórmula E em Donington Park, o campeão mundial da categoria elétrica viajou para a Califórnia, onde nesta quinta-feira acelera outro monoposto de primeira linha no automobilismo mundial.

O brasiliense de 30 anos de idade tem uma sessão de testes com o carro de Fórmula Indy da equipe Penske, a mais tradicional e vitoriosa dos monopostos nos Estados Unidos. O teste na pista de Sonoma será a primeira experiência de Piquet Jr com um carro da Indycar.

A seguir, ele cruza os EUA de volta para a Costa Leste, para a sétima das 12 etapas do Red Bull Global Rallycross Championship na capital Washington.

“Infelizmente tivemos problema na produção de um dos novos componentes do carro e os dois primeiros dias da pré-temporada não foram tão úteis quanto os treinos off-season feitos antes na Espanha. A equipe optou por abortar o segundo dia para evitar quebras e voltarmos 100% na próxima sessão”, contou o brasiliense, que completou apenas seis voltas com seu novo carro #1.

“É claro que é bacana usar o número de campeão, mas a verdade é que, na prática, não faz diferença nenhuma. Agora todo o trabalho começa da estaca zero e sei que teremos que fazer esforço em dobro para defender esse título. Vamos precisar se mais espertos e criativos que fomos na temporada passada”, avaliou Piquet Jr.

Com o segundo dia da jornada frustrado em Donington, Nelsinho aproveitou a terça-feira para “conhecer” a pista de Sonoma em um simulador em Londres. “É uma pista onde nunca andei, com um carro também completamente novo para mim. Fiz o máximo para ter noções do circuito e tentar extrair o máximo dessa oportunidade com a Penske”, contou o piloto.

Nelsinho está elegível para o teste de novos pilotos da Fórmula Indy porque competiu uma das etapas da Indy Lights, em Toronto. Na ocasião fez a pole, mas acabou atingido por adversários nas duas provas do fim de semana, abandonando. Entretanto, mostrou performance suficiente para ser convidado pela Penske.

“É uma grande organização, com operações vitoriosas nas principais categorias dos Estados Unidos. O clima na Califórnia está bom e espero andar bastante. Tenho que deixar o fuso-horário de lado e quanto mais conseguir acelerar em Sonoma, mais legal para deixar uma boa impressão”, acrescentou o campeão da Fórmula E.

Ele não terá muito tempo para se dedicar à análise dos dados do teste com o Fórmula Indy, porém.

Nesta sexta, Nelsinho já é esperado do outro lado dos Estados Unidos, na capital Washington DC. Ele disputa no sábado a sétima etapa do Red Bull Global Rallycross Championship.

No ano passado, Piquet conquistou o segundo lugar na passagem da categoria por Washington DC. “A pista mudou para 2015”, contou o piloto, “e nosso carro também mudou para esta etapa”.

O Ford Fiesta ST #07 preparado pela equipe SHR Rallycross terá upgrades no motor turbo. “Devemos ter alguns cavalos extra de potência, e também um controle mais preciso da quilometragem de outras partes do carro. Sofremos com algumas quebras na primeira parte da temporada, então precisamos de mais confiabilidade para chegar à prova final novamente na briga pelo título”, contou o piloto, que ocupa a sexta posição na tabela na metade do campeonato.

GRC – Classificação após seis etapas:

1. Ken Block 260 pontos
2. Sebastian Eriksson 234
3. Austin Dyne 195
4. Joni Wiman 185
5. Scott Speed 180
6. Nelson Piquet Jr 178
7. Steve Arpin 161
8. Patrik Sandell 157
9. Tanner Foust 139
10. Sverre Isachsen 76