Em Goiânia e na Malásia, Pedro e Nelsinho Piquet aceleram seus monopostos

Campeão da F3 Brasil encerra o campeonato neste final de semana, enquanto o irmão mais velho disputa o segundo e-Prix da história na Ásia

Previous Image
Next Image

240304_457529_f80p1807Mais tradicional categoria na formação de pilotos depois do kart, a Fórmula 3 é chancelada pela FIA desde 1950. Já a novíssima Fórmula E, primeiro campeonato global para veículos 100% elétricos, é a mais recente classe incorporada pela entidade que comanda o automobilismo no mundo.

Além do formato dos carros e do fato de terem corridas neste final de semana, a F3 Brasil e a Fórmula E têm algo a mais em comum: a icônica gota no capacete de um piloto Piquet inscrito no grid.

Enquanto Pedro, 16, encerra sua primeira temporada na F3 Brasil em Goiânia com o título já conquistado por antecipação, Nelsinho acelera o carro #99 nesta madrugada no segundo e-Prix da história, marcado para a pista urbana de Putrajaya (Malásia).

Ambos reassumem seus monopostos depois de mais de um mês de intervalo e participações em outros eventos.

Oitavo colocado na primeira etapa do ano em Pequim com o carro da equipe China Racing, Nelsinho competiu de BMW no Blancpain Sprint Series e disputou o título do Global Rallycross Championship com o Ford Fiesta ST 4×4 desde então. Já Pedro competiu pela última vez na F3 Brasil em Curitiba no dia 19 de outubro e depois venceu corrida na Porsche GT3 Challenge em Interlagos e protagonizou prova do Mercedes-Benz Challenge na classe C250 em Salvador.

“Sempre digo que não tem melhor lugar para um piloto que acelerando na pista de corrida e fico contente por ter conseguido cumprir isso em 2014”, disse Nelsinho. “As experiências com os carros de turismo foram boas para permanecer em atividade. Não são veículos tão ágeis quanto os fórmula, então exigem uma aproximação e técnica diferentes para executar ultrapassagens. Acho que vou me readaptar fácil ao F3”, apontou Pedro.

O irmão mais velho será o primeiro a ir para pista. Nelsinho está no primeiro grupo para disputar a tomada de tempo em Putrajaya. A prova de classificação acontece a partir das 23h45 desta sexta (horário de Brasília), e a largada está marcada para 3h30 de sábado (ambas com transmissão ao vivo do Fox Sports para o Brasil).

O brasiliense inspecionou o circuito malaio e percebeu que, na prática, é bastante diferente do verificado nos experimentos no simulador da equipe durante a semana. “A simulação nos ajudou bastante em termos de conservação de energia. Acho que estaremos mais eficientes nesta etapa, mas a pista é bem difícil. É um circuito ‘de piloto’, com muros bem próximos e bastante ondulações inclusive.” Nelsinho acredita que o fato de seu grupo abrir a tomada pode favorecer, uma vez que a temperatura na Malásia deve estar mais baixa quando o carro #99 estiver na pista.

Já Pedro Piquet, embora ainda não tenha competido no recém-reformado Autódromo Internacional de Goiânia, já acelerou na pista. “Andei cerca de 60 voltas em dois dias de teste e não achei um traçado tão difícil. Gostei muito do autódromo. A estrutura é boa e espero manter a performance das outras etapas”, destacou o piloto Autotrac. O carro #5 da equipe Cesário F3 venceu 10 corridas em 14 realizadas na temporada e conquistou o título com duas etapas de antecedência.

A programação da oitava e última etapa da F3 Brasil determina dois treinos livres, a tomada de tempo e a primeira corrida da rodada dupla neste sábado, com largada às 16h55. A corrida 2 tem inversão das seis primeiras posições do grid e larga às 10h45 no domingo.

Fórmula E – Campeonato (após uma etapa):

  1. Lucas di Grassi 25 pontos
  2. Franck Montagny 18
  3. Sam Bird 15
  4. Charles Pic 12
  5. Karun Chandhok 10
  6. Jerome D’Ambrosio 8
  7. Oriol Servia 7
  8. Nelson Piquet Jr 4
  9. Nicolas Prost 3
  10. Stephane Sarrazin 2
  11. Takuma Sato 2
  12. Daniel Abt 1

Fórmula 3 Brasil – Campeonato (após sete etapas):

  1. Pedro Piquet 181 pontos
  2. Lukas Moraes 107
  3. Bruno Etman 96
  4. Artur Fortunato 83
  5. Raphael Raucci 72
  6. Leonardo de Souza 49
  7. Sergio Sette Câmara 33
  8. Renan Guerra 27
  9. Fernando Croce 12
  10. Arthur Oliveira 9