Em corrida de recuperação, Pedro Piquet faz 13 ultrapassagens e volta a vencer no Velopark

Campeão de 2014 chega à 14ª vitória na Fórmula 3 Brasil e reduz vantagem do líder do campeonato

Previous Image
Next Image

A decepção vivida por Pedro Piquet no sábado (25), com a quebra de motor que o tirou da corrida que abriu a segunda rodada dupla de 2015, foi compensada neste domingo (26). Atual campeão, o piloto de 16 anos da Cesário F3 empreendeu uma estratégica corrida de recuperação, realizou 13 ultrapassagens e venceu a quarta etapa da Fórmula 3 Brasil, disputada em Nova Santa Rita (RS), no Autódromo Internacional Velopark. A comemoração no pódio contou também com Matheus Iorio, também da Cesário F3, e Carlos Cunha, da CF3, segundo e terceiro colocados.

Foi a segunda vitória de Piquet na temporada – ele também ganhou a primeira corrida, disputada em Curitiba (PR) no dia 7 de fevereiro – e 14ª na carreira, somando-se os 12 triunfos que o levaram ao título da F-3 Brasil em 2014.

“Consegui fazer as ultrapassagens que precisava para voltar a vencer. Agradeço ao esforço do time, que preparou um carro excelente hoje. Gosto muito do Velopark”, disse o piloto Autotrac, que vaporizou o recorde histórico no autódromo mais curto do calendário ao cravar a pole com 48s412 na tomada de tempo do sábado.

O abandono na corrida da véspera deixou Piquet em 14º no grid. Ele completou a primeira volta da corrida em nono lugar. A partir disso, conquistou uma posição por volta. Na quinta passagem, estava em quinto lugar, a 9s068 do então líder Carlos Cunha. Foi quando o atual campeão cronometrou a volta mais rápida da corrida pela primeira vez, em 49s313. Baixou o tempo para 49s009 na sétima volta e, na oitava, assumiu a quarta colocação na corrida.

O piloto do Dallara-Berta #1 da Cesário F3 tornou a estabelecer a volta mais rápida da prova na nona passagem, com 49s003. Na 12ª, surgiu em terceiro, depois de superar Artur Fortunato na reta oposta do circuito do Velopark, a 4s974 do líder Cunha. Essa diferença aumentou para 5s703 na volta 13. Na 14ª, baixando a volta mais rápida da corrida para 48s812, Piquet voltou a situar sua diferença em menos de cinco segundos.

O campeão de 2014 seguia baixando a volta mais rápida da pista instante a instante. Na 15ª, depois de cobrir o traçado em 48s668, surgiu a 3s734 do líder, diferença que caiu a 2s337 na 16ª passagem – Cunha, a essa altura, tinha menos de meio segundo de dianteira sobre Matheus Iorio, então segundo colocado. Piquet alcançou os dois adversários na 17ª volta, a 0s729 do primeiro colocado. Superou Iorio posicionando seu carro pelo lado externo do traçado na chicane ao fim da reta dos boxes na abertura da volta número 19 e assumiu a liderança superando Cunha na 20ª volta – ambos contornaram duas curvas lado ao lado na sequência sinuosa ao fim da reta oposta. Iorio, na mesma volta, também superou Cunha, estabelecendo a dobradinha da Cesário F3 na corrida.

Faltavam pouco mais de 12 minutos para o término da corrida quando Piquet surgiu na liderança. Na 23ª volta o safety car interviu na prova para remoção de um carro parado na pista com problemas. A relargada foi autorizada três voltas depois, a seis minutos e meio do término da prova. Uma nova intervenção, de duas voltas, aconteceu nas voltas 27 e 28, também para remoção segura de um carro com problemas mecânicos. A terceira e última intervenção, mais uma vez por conta de um carro com problema na pista, aconteceu na 32ª volta. Piquet recebeu a bandeirada da vitória sob comboio do safety car.

Pilotos e equipes da Fórmula 3 Brasil terão dois meses de intervalo até a terceira rodada dupla da temporada, que terá suas corridas nos dias 27 e 28 de junho no Autódromo Internacional de Santa Cruz do Sul, também no Rio Grande do Sul.

FÓRMULA 3 BRASIL – QUARTA ETAPA

(Resultado da prova no Velopark após 33 voltas)
1º) Pedro Piquet (Cesário F3/A), 30min43s769
2º) Matheus Iorio (Cesário F3/A), a 1s289
3º) Carlos Cunha (CF3/A), a 1s980
4º) Guilherme Samaia (Cesário F3/Light), a 2s741
5º) Pedro Cardoso (Cesário F3/Light), a 3s679
6º) Christian Hahn (Hitech Racing/A), a 4s410
7º) Rodrigo Baptista (PropCar Racing/A), 5s437
8º) Ígor Fraga (Propcar Racing/Light), a 8s226
9º) Ryan Verra (RR Racing/A), a 1 volta
10º) Fernando Croce (Hitech Racing/A), a 1 volta
11º) Andreas Visnardi (RR Racing/Light), a 3 voltas
12º) Gustavo Bandeira (Hitech Racing/A), a 3 voltas
13º) Leonardo de Souza (Kemba Racing/A), a 4 voltas
14º) Matheus Muniz (PropCar Racing/Light), a 8 voltas
NÃO COMPLETARAM
Artur Fortunato (A. Fortunato Racing Team/A), a 11 voltas
Felipe Ortiz (RR Racing/Light), a 20 voltas
Melhor volta: Pedro Piquet, na 15ª, 48s668, média de 168,504 km/h

Após quatro corridas, a classificação da Fórmula 3 Brasil é a seguinte:

1º) Matheus Iorio, 48 pontos;
2º) Rodrigo Baptista, 41;
3º) Pedro Piquet, 33;
4º) Artur Fortunato, 21;
5º) Carlos Cunha, 17;
6º) Christian Hahn, 14;
7º) Leonardo de Souza, 10;
8º) Fernando Croce, 9;
9º) Giuliano Raucci, 8;
10º) Gustavo Bandeira, 6;
11º) Ryan Verra, 3;
12º) Nicholas Silva, 2;
13º) Matheus Muniz, 1.