Registro recebe Segunda etapa do Brasileiro de Supermoto

Equipe Piquet Sports Supermoto garante pódio e liderança na SM1 e SM2

Previous Image
Next Image

A segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Supermoto aconteceu dia 20 de setembro, debaixo de muito sol, em Registro, SP.

O certame estava perfeito para proporcionar disputas apertadas, tanto no traçado de terra como no asfalto.

Os treinos livres de sábado foram debaixo de sol causticante, levando o físico dos pilotos ao limite. Só quem tinha preparação física adequada conseguiu tirar o melhor do treino.

Domingo estava quente, porém a sensação térmica era mais confortável, o que ajudou os pilotos a baixarem tempo.

Os treinos cronometrados começaram e o esperado aconteceu. Na SM1 Rafael Fonseca, oito vezes campeão brasileiro na categoria, fez o melhor tempo. Laszlo Piquet, que ainda recupera-se de uma fratura no tornozelo, garantiu o sexto melhor tempo.

Pedro Rehn, piloto da categoria SM2, com moto de 250cc, garantiu a primeira posição no grid de largada.

Na primeira bateria do dia, Rafael Fonseca largou na ponta e logo foi ultrapassado pelo segundo colocado, Chiquinho Velasco. Fonseca retomou a posição ainda na primeira curva e abriu vantagem de Velasco. O experiente piloto administrou a corrida e garantiu o primeiro lugar.

Laszlo Piquet largou da sexta posição e foi para cima de seus companheiros de pista. Brigou forte e garantiu a quarta posição na primeira bateria.

Na segunda bateria do dia, da SM1, nada foi diferente. Fonseca largou na ponta e Chiquinho o ultrapassou na primeira curva do certame. Quando chegaram ao traçado de terra, Velasco deixou a moto morrer e Fonseca abriu vantagem do oponente. Mais uma corrida para administrar e garantir o topo do pódio e a liderança do campeonato na principal categoria.

Mesmo com dores, Piquet não ficou intimidado e lutou por posições. Apertou o terceiro colocado, Adelmo “Portuga”, até a bandeirada final. Laszlo manteve a quarta colocação na corrida e no pódio geral.

Pedro Rehn mais uma vez deu show de pilotagem. Apesar de ter estreado no motard há pouco mais de três meses, Rehn mostra a cada corrida que o desempenho é de um veterano.

Nas duas baterias do dia, o piloto largou na ponta de dominou o certame. Seu oponente não teve chance de atacar. A vitória foi de ponta a ponta em ambas as baterias. Pedro é líder na SM2 e está ansioso pelo primeiro título brasileiro de sua carreira como piloto. Vale lembrar que Rehn veio do motocross, onde não teve resultados tão relevantes como no breve tempo que está no motard.

RESULTADOS:

http://cbm.esp.br/sistema/resultados.php?organizador=CBM&idModalidade=22