Pedro Piquet é destaque na corrida da Mercedes C250 em Salvador

Piloto Autotrac realiza ultrapassagens no circuito de rua e entrega o carro #69 para o parceiro Daniel Corrêa na vice-liderança, mas batida no final tira pódio da dupla

Previous Image
Next Image

239783_455737_piquet_mercedes_2.sab_josemariodias_9353Pedro Piquet foi protagonista da corrida do Mercedes-Benz Grand Challenge na manhã deste sábado em Salvador. O piloto Autotrac mostrou personalidade em sua primeira corrida na categoria e em circuito de rua: realizou ultrapassagens e manteve um ritmo de corrida constante. Mas pelo primeiro final de semana no ano o campeão da F3 Brasil deixa uma pista de corrida brasileira sem um troféu.

A duas voltas do final, quando o carro #69 estava com o parceiro Daniel Corrêa, contato com o muro precipitou a entrada do safety-car. A dupla era vice-líder da prova em Salvador e terminou oficialmente em nono lugar.

“Foi uma boa experiência com a Mercedes e agradeço o Daniel pela parceria. Foi pena o pódio escapar no final, mas o final de semana foi muito divertido”, disse o mais jovem representante do clã Piquet nas pistas.

Pedro assumiu o carro no primeiro trecho da prova, largando na primeira fila.
“Larguei por fora e tive um problema, caindo de segundo lugar para sexto. E aí consegui recuperar passando os outros até entrar no box em segundo. O carro estava bom”, narrou Pedro.

O piloto de 16 anos de idade contou que a adaptação com o Mercedes C250 foi um pouco mais difícil na prova que nos treinos de sexta-feira, por conta do desgaste dos pneus e da temperatura. Mas isso não atrapalhou sua escalada no pelotão.

“Como os carros não carregam tanta velocidade, o piloto tem mais tempo para pensar e o ABS permite usar os freios bastante nas manobras. Então consegui passar os adversários na curva 3 e foi muito bom. Tem que sair rápido na curva anterior para conseguir emparelhar naquele ponto e foi muito divertido”, acrescentou ele.

Depois de entrar no box em segundo lugar para a parada obrigatória de troca de pilotos, o carro #69 retornou à pista em terceiro com seu piloto titular, Daniel Corrêa. Depois de duas voltas ele foi ultrapassado pelo carro #44, mas manteve ritmo forte, na mesma balada dos líderes.

Então a duas voltas do final Daniel realizou a ultrapassagem da corrida, superando dois adversários na mesma manobra para retornar ao segundo lugar.

“Mas infelizmente cometi um erro de pilotagem. O carro escapou um pouco na sujeira e perdi a traseira na redução das marchas, aí infelizmente bateu. Foi uma pena porque o carro vinha rápido, recebi do Pedro em boas condições. Fico contente por ter dividido o carro com ele e tivemos um ritmo parecido”, comentou Daniel.

No próximo final de semana, Pedro Piquet volta a acelerar seu Fórmula 3. Com o título garantido por antecipação, ele disputa a última rodada dupla da temporada, em Goiânia.

Mercedes-Benz Grand Challenge – Salvador (top10)

  1. Peter Michel Gottschalk
  2. Cesare Marrucci
  3. Cristian Mohr
  4. Beto Rossi
  5. Marcos Paioli e Peter Gottschalk
  6. Max Mohr
  7. Mario Dantas
  8. Marcos Ramos e Claudio Simão
  9. Pedro Piquet e Daniel Corrêa
  10. Bruno Alvarenga